Gestão fiscal – O que você precisa saber sobre o assunto

por liveseo

A elevada carga tributária brasileira é uma pedra no sapato dos empresários do país, mas o não cumprimento das obrigações tributárias principais e acessórias pode ser um problema ainda maior. Por isso, é essencial que a empresa tenha uma boa gestão fiscal. Assim, é possível garantir que serão adotados processos para que essas obrigações sejam cumpridas da maneira correta.

Mas, afinal, você sabe o que é e como funciona a gestão fiscal? Então, precisa ler o nosso post para compreender melhor esse assunto, bem como entender a sua importância para a sobrevivência de um negócio no mercado brasileiro. Isso porque ela pode fazer muita diferença no dia a dia da empresa.

Então, continue a leitura e confira o texto.

O que é gestão fiscal?

A gestão fiscal reúne diversas ações que são feitas para cumprir as obrigações tributárias , ou seja, ela tenta prevenir problemas futuros com o Fisco. Dentre essas obrigações temos a principal e as acessórias, sendo que a primeira está relacionada com a apuração e o pagamento de tributos.

Já a segunda, refere-se à parte operacional da área fiscal, ou seja, tem relação com a emissão de nota fiscal, a escrituração dos documentos fiscais, a emissão e a entrega das declarações, entre outros. Além disso, quem cuida da gestão fiscal precisa compreender o regime de tributação da empresa, bem como descobrir as melhores formas de se beneficiar dos créditos fiscais.

Portanto, a gestão fiscal é responsável pelo gerenciamento de tudo que envolve a área fiscal de uma empresa. Isso porque ela visa evitar problemas, como, por exemplo, a falta de entrega de declarações ou pagamento de impostos. Lembre-se de que a falta de cumprimento das obrigações tributárias pode acarretar em autuações fiscais, bem como multas.

Leia também: Afinal, como calcular o imposto da nota fiscal eletrônica?

Quais são os benefícios da gestão fiscal?

As boas práticas de gestão fiscal podem impactar positivamente na saúde financeira da empresa , bem como no seu funcionamento. Pois as rotinas de trabalho adotadas ajudam a organização a atender as obrigações legais e, consequentemente, evita-se problemas com o Fisco. Quando isso acontece a empresa não recebe autuações que podem resultar em multas.

Outro benefício do gerenciamento fiscal da empresa está relacionado ao planejamento tributário, pois isso ajuda a empresa a diminuir os custos com os tributos. Isso porque você consegue encontrar formas de reduzir a carga tributária. Além disso, a gestão ajuda a garantir um maior controle dos processos, assim evita-se erros e retrabalhos.

Por fim, você também consegue tomar decisões mais assertivas, já que tem uma melhor visão da área fiscal da empresa. Assim, pode encontrar possíveis problemas nos processos e aplicar ações de melhoria para corrigi-los. Portanto, essa prática realmente traz muitos benefícios para o seu negócio.

Por que a gestão fiscal é importante para o negócio?

Como mencionado no início do texto, o Brasil tem uma elevada carga tributária. Assim como nossa legislação contempla a tributação de quase todas as operações realizadas pelas empresas. Então, é preciso ter uma boa gestão fiscal, caso contrário a sobrevivência do seu negócio pode ficar comprometida.

Isso porque por meio dela é possível gerenciar todas as documentações fiscais. Dessa forma, a empresa estará cumprindo todas as obrigações exigidas pela lei . Além disso, com essa prática você consegue encontrar maneiras de reduzir a carga tributária. É por isso que a gestão fiscal é essencial para qualquer tipo de negócio.

Porém, lembre-se de que é essencial que o responsável pela gestão tenha conhecimentos técnicos suficientes para executar um bom trabalho. Além disso, é importante ter um software de gestão muito bem estruturado para fazer a emissão, o armazenamento e o controle dos documentos. Assim, poderá fazer a parte operacional do trabalho com mais segurança e confiabilidade.

Leia também: DACTe: o guia completo para te livrar de multas

Como aplicar a gestão fiscal na sua empresa?

Existem algumas dicas essenciais para que você consiga aplicar a gestão fiscal de maneira mais eficiente na sua empresa. A primeira delas é adotar tecnologia nos processos, ou seja, contratar um software de gestão que atenda todas as demandas da área. Vale destacar que ele ajuda a automatizar os procedimentos de emissão e armazenamento dos documentos.

Dessa forma, é possível ter maior controle das informações, bem como aumenta-se a confiabilidade na apuração dos tributos e envio das declarações fiscais. Além disso, você deve ter um bom planejamento e processos bem alinhados com eles para que as atividades da área tenham o desempenho esperado.

Outra dica importante é manter-se atualizado em relação aos benefícios fiscais , assim você consegue entender melhor como reduzir a carga de tributos que incidem no seu negócio. Por fim, invista em conhecimento técnico, pois as leis brasileiras têm muitas particularidades e precisam ser muito bem interpretadas para evitar problemas futuros.

Em resumo, a gestão fiscal pode fazer muita diferença no dia a dia da empresa, pois ela é responsável pelo gerenciamento das obrigações tributárias. Assim, a empresa consegue evitar problemas com o Fisco e garante a sua sobrevivência no mercado.

Gostou deste conteúdo? Então, que tal saber se uma empresa inapta consegue emitir documentos fiscais? Leia o nosso post: afinal, empresa inapta pode emitir nota fiscal? Entenda! e descubra mais sobre este assunto.

Compartilhe

Post anterior: