O que é DANFe e por que é tão importante no seu negócio?

por Equipe de Conteúdo

O documento auxiliar da nota fiscal eletrônica, conhecido como DANFe, foi lançado em 2016 com o Ajuste SINIEF 07/05, e desde então, vem auxiliando consumidores que buscam informações importantes contidas na Nota Fiscal Eletrônica, a NFe.

Deseja conhecer melhor o que é DANFe, por que o documento é importante, quais as informações que ele fornece, além de como gerar um DANFe para a sua empresa? Então venha descobrir os principais detalhes do tema. A Unimake explica na sequência!

O que é DANFe?

O DANFe, sigla do “Documento Auxiliar de Nota Fiscal Eletrônica“, é utilizado para representar de maneira facilitada a NFe, que como o próprio nome destaca, auxilia consumidores com informações acessíveis contidas na nota fiscal eletrônica. Este documento auxiliar fiscal impresso engloba os dados mais importantes da Nota Fiscal Eletrônica.

Qual a diferença entre DANFe e NFe?

Vale destacar que o DANFe e a NFe são documentos distintos. Enquanto a Nota Fiscal Eletrônica é composta por arquivo XML, que apresenta legitimidade jurídica, o DANFe é uma representação acessível da NFe, documento que auxilia gestores em um negócio.

Ah! Aproveite e veja também nosso post: Entenda a diferença entre nota denegada e nota rejeitada

O que é a Nota Fiscal Eletrônica?

Quem tem uma empresa e precisa prestar contas dos serviços ou produtos oferecidos, deve estar habituado à Nota Fiscal Eletrônica, o documento digital que formaliza a comercialização de serviços ou mercadorias, em e-commerce ou lojas físicas.

 

A NFe é essencial para todo negócio, pois além de oferecer representação jurídica, também substitui uma grande quantia de documentos que eram impressos no passado. Com o surgimento do DANFe, registro lançado em 2016 com o Ajuste SINIEF 07/05, esta simplificação foi destacada, poupando inúmeros comércios de gastos com documentações.

Para que serve o DANFe?

O Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica apresenta a função de resumir e simplificar as principais informações da Nota Fiscal Eletrônica. Como sabemos, as NFes são arquivos XML e demandam programas específicos para a visualização dos dados.

Desta forma, o DANFe fornece informações relacionadas as operações em trânsito, bem como, o acompanhamento preciso de produtos com nota fiscal eletrônica. A Unimake destacou duas outras funções essenciais para o seu negócio. Confira abaixo:

  • seguro sobre produtos oferecidos;
  • escritura das operações com mercadorias.

Veja também: O que é gestão de estoque e o que você precisa saber sobre a estratégia.

Seguro sobre produtos oferecidos

A emissão do DANFe proporciona benefícios para gestores interessados na regulamentação e controle eficiente do negócio, e o seguro das mercadorias é um destes exemplos. Desta forma, com a NFe os produtos apresentam certificação da origem, assim como regulamentam os impostos necessários para este controle fiscal.

Escritura das operações com mercadorias

Outra característica importante do DANFe é a oportunidade de escriturar as operações realizadas com Nota Fiscal Eletrônica dos produtos. Desta forma, empresários podem contribuir com facilidade e de maneira acessível. Veja informações do documento.

Quais informações o DANFe fornece?

O DANFe é um documento que facilita a busca de informações presentes nas notas fiscais eletrônicas, com benefícios para quem compra e para quem vende. Devido a sua importância, são estipuladas algumas características essenciais. Confira quais são!

 

  • Chave de acesso – a chave de acesso é composta por 44 (quarenta e quatro) números que possibilitam acessar a Nota Fiscal Eletrônica, através da Receita Federal;
  • Código de barra – item essencial, possibilita que o leitor eletrônico reconheça a chave de acesso;
  • Dados do destinatário – são informações como o nome do destinatário, o endereço, o telefone e CPF ou CNPJ;
  • Valores – estão inclusos os tributos da NFe;
  • Códigos – CST, CFOP e NCM da mercadoria ou produto;
  • Dados do emissor – a razão social, inscrição estadual e CNPJ;
  • Dados da transportadora – razão social, inscrição estadual, CNPJ e placa do veículo de transporte;
  • Data e hora da saída – é importante que estejam descritos o dia e o horário de saída do produto da distribuidora. Em casos de ausência dessas informações, é compreendido que elas coincidem com a data da emissão do DANFe;
  • Quantidade de folhas – em caso de documentos com várias páginas;
  • Registro “DANFe” – é importante que o termo “DANFe” esteja visível para um reconhecimento acessível.

Note ainda, que os aspectos de formatação do DANFe são padronizados, portanto, é importante seguir estas especificações para que o documento cumpra com as funções que são designadas. Deseja gerar o Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica de maneira descomplicada? A Unimake tem a resposta ideal, confira na sequência.

Como gerar um DANFe?

Caso você esteja em busca de como gerar o Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica, o UniDANFE, um software que gera, imprime e distribui documentos auxiliares DANFE, CC-e, DACTE, DAMDFE, CF-e-SAT e os XML+PDF, é uma solução acessível.

O UniDANFE possui duas edições: a gratuita, com recursos limitados, e a plus, opção paga com todas as funcionalidades do sistema. Fique por dentro das características das duas edições.

E aí, gostou de conhecer o que é DANFe on-line, quais as suas aplicações e por que é essencial gerá-lo? Então siga de olho nos conteúdos que a Unimake prepara semanalmente para a sua empresa aqui no Blog. Além do mais, envie para sócios e amigos interessados no assunto.

Até o próximo bate-papo!

Compartilhe

Post anterior:

Próximo post: