UniNFe – Tudo o que você precisa saber sobre o assunto!

por Equipe de Conteúdo

UniNFe é um aplicativo que valida e transmite arquivos XML da Nota Fiscal Eletrônica (NFe), de maneira open source, isto é, com código-fonte aberto e gratuito. A aplicação é utilizada por empresas em diferentes frentes de tecnologia, ambientes que buscam a integração do envio de XML de clientes com o Sistema de Gestão ERP.

Deseja conhecer outros detalhes do que é o UniNFe, as principais características da versão livre, bem como os benefícios da versão plus? Então, confira na sequência o conteúdo completo que a Unimake preparou para a sua empresa. Veja mais!

O que é o UniNFe?

Como já adiantamos, o UniNFe é uma aplicação open source para emissão de arquivos XML dos documentos NFe, NFC-e, CT-e, CC-e, MDF-e, NFS-e, EFD-Reinf e e-Social para a regulamentação fiscal, que conta para isso, com integração ERP.

Vale destacar que o UniNFe é um aplicativo gratuito, no qual são enviados os arquivos XML para a Secretaria de Estado da Fazenda, a SEFAZ, ou em alguns casos, para a Prefeitura. Outra característica importante, é a possibilidade de impressão do DANFE com o mesmo sistema, sem obrigatoriedade de contratos. Deseja conhecer outras funcionalidades? A Unimake detalha logo abaixo.

Destaque: tanto o UniNFe, quanto o UniDANFE, são aplicações com versão livre: baixe, integre e use!

Por que utilizar o UniNFe?

O monitor de documentos fiscais eletrônicos, o UniNFe, foi criado para integrar os softwares ERP com o sistema de documentos fiscais eletrônicos da Secretaria de Estado da Fazenda. A principal função da ferramenta é a leitura de arquivos XML gerados pelo sistema ERP, com a inclusão de assinaturas digitais, validação acessível, envio para os serviços da SEFAZ e análise dos dados.

Um grande destaque na utilização do UniNFe, é a funcionalidade do app para a impressão de documentos fiscais eletrônicos, também conhecido como UniDANFe.

Falamos mais sobre o assunto nesta publicação, fique por dentro: UNINFE agrega municípios que os contribuintes podem emitir NFS-e pelo ERP.

Como instalar o UniNFe?

Ainda que o UniNFe seja um aplicativo de código-fonte aberto, para que a sua instalação seja descomplicada, seguir o passo a passo inicial é essencial para o uso frequente e assertivo de todas as funções. Confira na sequência:

 

1) Funcionalidade do app

Vale destacar, o UniNFe deve ser instalado em computadores que possuem certificado digital ou com acesso à pasta em que o arquivo está certificado. Desta forma, o usuário garante a correta utilização da aplicação.

2) Usuário do Sistema Operacional

O usuário do Sistema Operacional (SO) configurado ao instalar o certificado, precisa ser o mesmo ao executar o UniNFe para o seu correto funcionamento. Além disso, outros passos são essenciais para o uso efetivo do aplicativo, como:

  • instalação do .NET Framework;
  • o aplicativo não funciona se o .NET Framework 4.8 não estiver instalado na máquina em que o UniNFe será executado;
  • o setup para instalar o aplicativo verifica se o .NET Framework está instalado, e o sugere caso não esteja.

Para instalar o UniNFe, basta executar o setup e dar continuidade nas orientações do assistente para a instalação. A aplicação será automaticamente executada e alocada na área de notificação Systray do Windows. Já para abrir a tela principal, realize o clique duplo no ícone do aplicativo localizado na área de notificação.

Ah! Aproveite e veja também: SAT – conheça as instruções de configuração no UNINFE.

Como utilizar o UniNFe?

Assim que abrir a tela do aplicativo, com clique duplo sobre o ícone na área de notificação do sistema operacional – ou mesmo clicar com o botão direito do mouse, para executar o menu suspenso, irão aparecer os ícones desta tela principal. Surgiram dúvidas relacionadas aos ícones? A Unimake destaca as principais funcionalidades na sequência. Confira os detalhes:

 

  • sobre: apresenta informações gerais do UniNFe;
  • configurações: abre a tela que permite configurar a aplicação;
  • documentação: abre a página do manual (documentação) do aplicativo;
  • atualizar o UniNFe: abre a tela para atualização do aplicativo para versões mais atuais;
  • situação dos serviços: abre a tela para efetuar a consulta da situação dos serviços dos documentos fiscais eletrônicos;
  • cadastro de contribuintes: abre a tela para efetuar a consulta cadastro de contribuintes;
  • disponibilidade NFe: abre o site “disponibilidade de serviços” do “portal da nota fiscal eletrônica”;
  • atualizar WSDL: atualiza os arquivos de webservices e schemas para os originais que acompanham o instalador do aplicativo.
  • validar XML: abre a tela para validação dos XML dos documentos fiscais eletrônicos;
  • log: abre a tela para visualização dos logs gerados pelo aplicativo;
  • disponibilidade CTe: abre o site “disponibilidade de serviços” do “portal de conhecimento de transporte eletrônico”;
  • disponibilidade MDFe: abre o site “disponibilidade de serviços” do “portal de manifesto de documentos fiscais eletrônicos”;
  • municípios: abre a tela para configuração dos padrões de NFS-e dos municípios.

Gostou de entender melhor o que é o UniNFe e como efetuar a correta instalação do aplicativo na sua empresa? Então, siga acompanhando os conteúdos completos que a Unimake prepara semanalmente aqui no blog. Além disso, envie nosso conteúdo para amigos ou sócios interessados em conhecer o monitor de documentos fiscais eletrônicos integrados aos softwares ERP.

Até a próxima conversa!

Compartilhe

Post anterior:

Próximo post: