5 problemas que você vai ter usando software pirata

Softwares-piratas-pirataria

A pirataria digital continua sendo umas das principais formas de disseminação de programas de computador, mas infelizmente apesar da aparente facilidade e custo zero em obtê-los, os riscos são muito grandes para quem usa.

Veja em nosso artigo porque.

1) Softwares piratas podem roubar seus dados e seu dinheiro

Um programa pirata é um software original que recebeu modificações dos “piratas” (nesse caso um hacker, com intenções criminosas por exemplo) para poder funcionar “livremente”.
Ao fazer isso esse indivíduo pode inserir elementos dentro do programa com a finalidade de espionar e capturar dados do computador do usuário.
O Hacker então faz dinheiro com esses dados, seja vendendo-os para outros criminosos ou de forma direta mesmo, como por exemplo roubando dinheiro de contas bancárias ou fazendo compras com seu cartão de credito.
Um pesadelo não?

2) Softwares piratas podem usar seu computador para praticar crimes

Assim como o programa pirateado pode ser adulterado para roubar dados, ele pode conter funcionalidades que “sequestrem” a capacidade de processamento do computador do usuário.
O Hacker insere comandos no programa que por sua vez usa a capacidade de processamento para cometer atividades ilícitas.
Envio de e-mails (SPAM), praticar ataque a outros computadores, tentativas de quebra de senhas e mineração de criptomoedas são algumas delas.
Com isso o hacker consegue ter uma vasta de rede de computadores que baixaram programas piratas “trabalhando” para ele para cometer esses atos.
Assim o usuário que praticou a pirataria está ajudando, ainda que sem o conhecimento, a indústria dos crimes digitais.

Exército de zumbis

Um computador que trabalha com um programa infectado desse tipo também é conhecido como computador zumbi.
Além dos riscos já mencionados, outro problema com um computador zumbi com certeza será seu desempenho, que ficará comprometido, afinal além das funções normais do usuário, ele estará executando as atividades ilegais em segundo plano.
Quanto mais tempo ficar assim pior será o desempenho do computador, que no limite poderá ser até danificado por causa disso.

3) Sites que oferecem programas não originais podem conter vírus

Isso também acontece e muito!
Alguns sites onde os programas piratas ficam hospedados estão infestados de vírus com intenções maléficas.
Nesse caso não é o software pirata em si que está infectado, mas o site onde ele é obtido.
Quando acessou o site para obter o programa, o computador do usuário pode ser infectado com tipos de vírus que podem praticar os mesmos males já mencionados.
4) Você pode contaminar a empresa inteira
Os softwares piratas podem ser programados para espalhar vírus e ele fará isso com seus amigos e colegas de trabalho.
É um desastre, pois se um software malicioso entrar na rede da empresa pode fazer um estrago imenso afetando a rotina e o bolso de todos.

4) Falta de atualizações abrem brechas para mais problemas

Acontece o seguinte:
Nem todos os softwares pirateados estão infectados com vírus querendo roubar seus dados ou transformar o seu PC num zumbi, isso é fato.
Em algumas situações o software pirata foi criado por alguém que queria simplesmente ser “bacana” com as pessoas e liberar uma versão daquele software de graça.
Mas por traz do gesto singelo é que estão os problemas.
O usuário que faz uso do software não original poderá até usá-lo por um bom tempo sem grandes transtornos, porém regularmente os fabricantes soltam atualizações de segurança visando a proteção dos usuários contra as ameaças crescentes do mundo digital.
Porém o programa pirateado não recebe essas atualizações e vai ficando cada vez mais exposto.
Em algum momento um vírus ou um ataque de hacker pode explorar essas brechas e aí sim causar uma dor de cabeça enorme pro usuário.
Fazendo uma analogia como mundo físico é como uma pessoa que não toma vacinas regularmente num ambiente onde as doenças estão evoluindo o tempo todo.
Uma hora ela poderá ser infectada e ficar muito doente.

5) Pirataria é crime

Por último, mas não menos importante baixar e usar softwares piratas é crime.
Segundo a Lei 9.609/98, a violação de direitos autorais de programas de computador é crime, punível com pena de detenção de 6 meses a 4 anos e multa, além de ser passível de ação cível indenizatória.

Ou seja, além de correr o risco de encarar a prisão o indivíduo que utiliza software pirateado pode ser condenado à pesadas indenizações.
Pesadas mesmo, em casos de pirataria corporativa (aquela praticada nas empresas) podem passar fácil de R$ 100 mil.

Fique longe de problemas

Algumas dicas simples que vão evitar com que você não tenha dor de cabeça com os programas do seu computador.
Não use programas piratas
Isso é óbvio, pois eles são a fonte da dor de cabeça. Fique longe deles, proteja seus dados e não alimente a indústria do crime.
O Software que você precisa custa certo? Mas ele vale o que custa, você pode dar um jeito, economizar, comprar parcelado, buscar uma alternativa com um concorrente mais barato ou similar em software livre.
Atualize seus programas, sistemas operacionais e antivírus
Não importa o cenário, mantê-los atualizados é uma forma de fechar a porta para investidas de criminosos digitais.
Faça backup dos seus dados sempre
O backup é o seu seguro de vida digital, se tudo der errado você terá uma cópia dos seus dados que podem ser recuperados e você volte a trabalhar rapidamente e sem grandes transtornos.

Fica a dica!

Obrigado e acompanhe sempre os temas de segurança de dados aqui no Blog do Gemini.

Add um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *